JMM FAZ CAMPANHA PARA AJUDAR AS VÍTIMAS DO CICLONE EM MOÇAMBIQUE. PARTICIPE!

 

A Junta de Missões Mundiais está há quase 50 anos em Moçambique e esta semana tem trabalhado incansavelmente para socorrer pessoas atendidas por nossos projetos nesse país, duramente atingido pelo ciclone Idai. A primeira atitude foi colocar os missionários em segurança para, então, apoiar a população neste momento difícil. Diariamente o Pr. João Marcos Barreto Soares, diretor executivo da JMM, tem monitorado a situação e emitido comunicados oficiais às igrejas aqui no Brasil sobre a situação. O coordenador missionário na África, Pr. Hans Udo Fucks, também acompanha a situação e nos fala um pouco sobre esta catástrofe natural que já fez centenas de vítimas.

Quantos missionários permanecem em Moçambique e como eles estão?
Temos cinco missionários efetivos e uma voluntária no país. Os projetos têm mais de 100 colaboradores. Todos estão em segurança e permanecem no campo.

De que forma o ciclone afetou o desenvolvimento desses projetos?
Todos os projetos foram afetados na sua infraestrutura. As seis igrejas, a escola, a clínica e o instituto ficaram sem telhado e as paredes racharam. A escola tem 1.200 alunos, o instituto 40 e a clínica fazia centenas de atendimentos por mês. Tudo está suspenso.

Como está sendo feito o socorro à população?A Igreja Batista do Dondo, onde a missionária Noemia Cessito está há 37 anos, foi fundada há 41 anos. É nela e em algumas de suas “igrejas-filhas” que estamos concentrando os esforços de socorro. Com as chapas de zinco que conseguimos resgatar, cobrimos um mínimo das igrejas e da escola para recebermos alguns desabrigados.

Neste tempo em que Missões Mundiais está em Moçambique, o país já viveu situação semelhante?
Este ciclone foi uma das piores catástrofes naturais que já se tem notícia a atingir a África. Nosso pessoal jamais passou por algo assim. A chuva ainda não parou, as barragens estão transbordando, a água vai levar muito tempo para baixar. Os alimentos e a água potável estão escassos. Há muito perigo de doenças como o cólera. A rede elétrica e de telecomunicações veio abaixo e a rede de água foi rompida. Será necessário muito tempo para reconstruir tudo isso.

Você pode ajudar a reconstruir Moçambique, especificamente os trabalhos de Missões Mundiais no Dondo e na Beira. Faça a sua doação através do site www.doeagora.com ou da nossa Central de Atendimento. Também é possível fazer um depósito em uma das contas da JMM.

Contas JMM

CNPJ: 34.111.088/0001-30

Bradesco – Agência: 1125 C/C 59000-2
Banco do Brasil – Agência: 3010-4 / Conta Corrente: 141900-5
Santander – Agência: 3894 C/C 13001270-8
Caixa – Agência: 0201 C/C 1165-4 OP. 003
Itaú – Agência: 9218 C/C 65100-9

CENTRAL DE ATENDIMENTO
2122-1901 / 2730-6800 (cidades com DDD 21)
0800-709-1900 (demais localidades)
dias úteis, 8h às 19h (horário de Brasília)

centraldeatendimento@jmm.org.br

+55 21 98216-7960 / 98055-1818 (WhatsApp)

Doe agora

Fonte: JMM e Foto: JMM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



 

 
 
previous next
X